Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Pesquisar

Notícias

Filtro de Notícias
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
20/04/2018
neonatologia, simpósio de neonatologia
Foto: Bruno Todeschini

Hospital promove Simpósio de Neonatologia

Evento celebra 40 anos da UTI Neonatal, que já atendeu 30 mil recém-nascidos

Teve início nesta quinta-feira, 19 de abril, o 6º Simpósio Internacional de Neonatologia de Porto Alegre e a 7ª Jornada de Enfermagem Neonatal, no teatro do Prédio 40 da PUCRS. O evento, promovido pelo Serviço de Neonatologia do Hospital São Lucas, celebra o 40º ano de atividades da UTI Neonatal da instituição. A abertura contou com a presença do vice-reitor Jaderson Costa da Costa, do superintendente do HSL Sergio Baldisserotto e do decano da Escola de Medicina Jefferson Braga. O simpósio, que tem programação até o dia 21 de abril, conta com o apoio da Escola de Medicina da PUCRS, da Sociedade Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) e Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança.

17/04/2018

Brasil é 4º país em casos de Hemofilia

Doença predominantemente masculina afeta mais de 12 mil brasileiros

  Identificada como uma doença hereditária, ligada ao cromossomo X, a Hemofilia é desenvolvida em homens, na maioria dos casos. A doença consiste na deficiência dos fatores de coagulantes e, quando não tratada pode levar a morte por hemorragia. Segundo a hematologista do Hospital São Lucas da PUCRS, Clarissa Barros Ferreira, pessoas diagnosticadas com esta doença possuem três classificações: leve, moderada e grave. “Cerca de 70% dos pacientes com Hemofilia A são graves e 50% dos pacientes com Hemofilia B, que são pacientes que não possuem fatores de coagulação. Há também os pacientes de classificação moderada, que possuem de 1% a 5% do fator; e os pacientes leves, com 5% a 50%”, explica. Os primeiros registros da doença aconteceram no século XVIII, na Inglaterra, com a Rainha Vitória, que, segundos historiadores, levou a hemofilia para a Família Real Britânica. “Por se tratar de uma doença masculina, as mulheres não desenvolvem as deficiências na coagulação, na maioria dos casos. Elas são portadoras e transmitem para os filhos homens”, explica a Dra. Clarissa. Desde 2013, pesquisadores ingleses buscam a cura da hemofilia. Enquanto as pesquisas não chegam a resultados definitivos, os portadores da doença podem recorrer a trat

Publicado em Imprensa do HSL
17/04/2018
Hospital São Lucas

Posto de Coleta do Laboratório Clínico funcionará no feriado

No feriado de Tiradentes, no dia 21 de abril, o Posto de Coleta do Laboratório Clínico do Hospital São Lucas da PUCRS estará aberto para atendimento ao público das 7h às 13h. A unidade está localizada no 2.º andar do Centro Clínico da PUCRS.

16/04/2018

Você cuida da sua voz corretamente?

 

Pequenas atitudes podem fazer a diferença no cuidado com seu principal meio de comunicação

  A atenção com a voz deve ser um dos principais hábitos de todo ser humano. O principal meio de comunicação nas relações precisa ser tratado da forma adequada. Sabe a rouquidão depois do show da banda favorita, ou aquela tosse incomoda depois de uma longa reunião de trabalho? Tudo isso pode ser sinal de um esforço abusivo das cordas vocais. O coordenador do Serviço de Otorrinolaringologista do Hospital São Lucas da PUCRS, Nedio Steffen, explica que os cuidados com a saúde vocal devem ser feitos diariamente, com aquecimento das cordas vocais e até mesmo evitando alguns hábitos, como bebidas alcoólicas e o fumo.   O modo como nos expressamos influencia diretamente no esforço das cordas vocais. Falar em tom médio, sem esforços e de forma bem articulada auxilia nos cuidados. Manter-se hidratado ao longo do dia também é fundamental em casos de rouquidão. Devido ao uso excessivo da voz, os professores estão entre os mais afetados pela rouquidão. Para quem usa sua voz com tanta frequência, o aquecimento vocal é importante, com uma rotina de exercícios e movimentos para “soltar” os músculos responsáveis pela sua reprodução. No entant

Publicado em Imprensa do HSL
13/04/2018

Rede Marista lança nova campanha institucional

Promover a vida, isso é ser marista

Diariamente, mais de 10 mil Irmãos, Leigos/as e colaboradores da Rede Marista dão continuidade à missão de promover a vida em todos os espaços em que estamos presentes. Estar em rede, atuando nas áreas da educação, saúde, social e na Amazônia, dá força à nossa obra, e é por isso que neste ano a Instituição celebra histórias que materializam o conjunto da sua atuação . É uma homenagem àqueles que se dedicam à construção de um mundo mais fraterno. As histórias evidenciam como essa missão é assumida de múltiplas formas. Destacam um compromisso levado adiante por meio de 18 Colégios, oito Escolas Sociais gratuitas, nove Centro Sociais, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (InsCer), pela atuação missionária e pastoral em diversos municípios e por nós, do Hospital São Lucas. Embora diferentes, são trajetórias que têm em comum a sensibilidade e a valorização do ser humano. Histórias que falam sobre
13/04/2018
Designed by Freepik

Conheça dicas para aproveitar o melhor do mundo dos chás

Durante períodos frios, um chá quentinho traz uma sensação de aconchego. Quando exageramos no almoço de domingo ou não estamos nos sentindo muito bem, é comum recorremos a essa popular bebida, que traz benefícios a saúde e faz parte da cultura de muitos países. O chá é uma combinação de água e partes de plantas, como folhas, flores, cascas, raízes entre outras, que pode ser ingerida quente ou fria. Uma das formas mais tradicionais de preparação é a infusão em água quente, onde verte-se a água fervente sobre erva fresca ou seca, deixando essa mistura em repouso por alguns minutos antes do consumo. Conheça alguns cuidados importantes sobre os chás

  • Procure manter as ervas em sua embalagem original. Após a abertura, anote e controle a data, pois muitas delas presentam prazo de validade para serem consumidas;
  • Após preparado, procure consumir o chá em até 24 horas. Depois desse tempo, ele começa a perder suas propriedades, mesmo que esteja refrigerado;
  • Preparações que contenham ervas aromáticas devem permanecer tampadas até que possam ser bebidas;
  • Recipientes de vidro, cerâmica, ágata e porcelana são mais adequados para o preparo e consumo de chás;
  • Uma proporção de 2 colheres de sopa rasas da erva seca para 1 litro de água é suficiente para fazer um c

Publicado em Imprensa do HSL
11/04/2018
parkinson, doença de parkinson

HSL realiza cirurgia para tratamento da Doença de Parkinson

A Doença de Parkinson (DP) atinge em torno de 3% da população acima de 65 anos no Brasil.

A Doença de Parkinson (DP) atinge em torno de 3% da população acima de 65 anos no Brasil. Quem tem DP sofre com a perda de alguns tipos de neurônios, o que provoca a alteração de diversas funções motoras e não motoras. O tratamento é realizado com diversos remédios, que buscam aliviar os sintomas, mas também trazem alguns efeitos colaterais. Por isso, hoje, no Dia Mundial da Doença de Parkinson, o Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) traz uma nova alternativa para os portadores, a cirurgia. Ela busca o aumento da qualidade de vida do paciente através do controle dos sintomas da doença e redução dos efeitos colaterais trazidos pelas medicações. O HSL conta com uma equipe multidisciplinar especializada, composta por neurologistas e neurocirurgiões, para a realização da intervenção. O atendimento desses casos acontece no Ambulatório de Distúrbios do Movimento, no conjunto 311. O agendamento das consultas de convênios e particulares deve ser feito através do telefone (51) 3320.3200. No procedimento, utiliza-se um sistema de Estimulação Cerebral Profunda (ECP). Para isso, são implantados um gerador subcutâneo na região do tórax e dois eletrodos, que, de forma conjunta, transmitem pequenas correntes elét

09/04/2018
automedicação

Descubra os riscos da automedicação

O uso exagerado de medicamentos pode comprometer órgãos e agravar doenças

Quem tem dor quer alívio imediato. Quem nunca tomou um remédio sem prescrição médica após uma febre ou dor de cabeça? Porém, o uso abusivo de medicamentos sem diagnóstico definido pode causar danos à saúde, como reações alérgicas e complicações renais e cardiológicas, conforme explica o líder do Serviço de Clínica Médica do Hospital São Lucas da PUCRS, Giovani Gadonski. “O excesso de remédios pode ocasionar problemas em importantes órgãos do nosso corpo, principalmente estômago e rins”, afirma o especialista. Evitar o uso sem recomendação medica é a melhor maneira de garantir que maiores complicações não aconteçam. Anti-inflamatórios Os chamados anti-inflamatórios não esteroides (AINES) são utilizados em caso de dor ou febre, bem como em situações de desconfortos musculares. Em 2017, o British Medical Journal publicou estudo conduzido na Dinamarca relacionando o uso de AINES (ibuprofeno e diclofenaco) com o aumento do risco de parada cardíaca. De acordo com o artigo, dentre os 10 milhões de usuários participantes, entre os anos de 2000 e 2010, o número de internação por complicações cardíacas chegou a mais de 92mil, aumentando o risco em pacientes com histórico de cardiopatia. Segundo o Dr. Gadonski o

04/04/2018
Da esquerda para a direita, Gadonski, Poli e a enfermeira Adriana Conti trabalham na pesquisa no HSL.

Hospital participa de estudo nacional com moderna técnica de diálise

Hospital é o único representante gaúcho no projeto

O Hospital São Lucas da PUCRS é o único representante do Rio Grande do Sul no HDFIT, o primeiro estudo nacional de grande porte relacionado a hemodiafiltração de alto volume online. Essa técnica é uma das mais modernas variações da diálise, capaz de filtrar com maior eficiência diversas substâncias presentes no sangue. O HSL faz parte de um grupo de seis hospitais brasileiros que estão realizando esse trabalho, patrocinado pela Fresenius Medical Care. A pesquisa acompanhará 12 pacientes da unidade de Hemodiálise da Instituição durante 6 meses. Nesse período, será avaliado o desempenho físico dos participantes, comparando os resultados obtidos com a utilização do novo método em relação à hemodiálise convencional. Para isso, além de realizarem exames periódicos de acompanhamento de marcadores específicos, eles utilizarão um aparelho que medirá a quantidade de passos dados e a atividade física desenvolvida. O impacto na qualidade de vida é outro ponto que será analisado, levando em consideração o aspecto geral após a diálise, melhora do apetite e controle da anemia. “Depois que o paciente sai da hemodi

29/03/2018

Páscoa mais saudável

Nutricionista do Hospital São Lucas traz orientações sobre os alimentos tradicionais da data

  Tempo de lembrar a morte e ressureição de Jesus Cristo, a Páscoa é repleta de tradições e símbolos. Entre as principais características desse período está o consumo de alguns alimentos, que possuem uma conexão especial com a celebração. Para aproveitar essa época da melhor maneira, o Serviço de Nutrição do Hospital São Lucas da PUCRS traz algumas orientações e informações sobre esses itens.   Peixe Refeição clássica da sexta-feira que antecede a Páscoa, conhecida como Sexta-Feira Santa, o peixe é considerado um símbolo que remete a vida. O alimento é uma deliciosa fonte de proteínas, recomendada durante o ano inteiro, com as melhores fontes de ácidos graxos ômega 3, importante para o funcionamento do corpo e do cérebro.   Chocolate Se você é um chocólatra assumido, a Páscoa certamente é uma de suas comemorações preferidas. Símbolo da vida, representando o nascimento, o renascimento e a renovação, o ovo é o presente mais popular da data. Para manter se manter saudável e evitar que o alimento se transforme em um vilão da sua dieta, você pode seguir algumas dicas.

  • Prefira as versões meio ama

Publicado em Imprensa do HSL