Ataques cardíacos aumentam durante as festas de final de ano

23/12/2018

Atenção aos sintomas e a prevenção são essenciais para aproveitar essa época com saúde 

O período de festas de final de ano é muito intenso e de alegria. No entanto, durante esses dias de confraternização, é importante estar atento a nossa saúde. Uma pesquisa realizada por um grupo de universidades da Suécia e divulgada na BMJ, uma das mais conceituadas publicações sobre medicina no mundo, apontou um aumento no número de problemas cardiovasculares durante o período. O trabalho estudou as admissões por infarto em alguns hospitais suecos durante o período do Natal ao longo de 16 anos.

Os resultados demonstram o papel de gatilho que fatores externos e comportamentais podem ter em pessoas que já possuem alguma vulnerabilidade. Por isso, para aproveitar bem os próximos dias, é importante se prevenir e também estar atento aos sinais, procurando rapidamente a assistência especializada em caso de identificação.

“As festas de final de ano nos trazem muito prazer, quando podemos confraternizar com as pessoas que amamos. No entanto, por alguma razão, isso ativa mecanismos no organismo e talvez modifique também a conduta das pessoas. Essas duas coisas, a excitação emocional e o descuido com a alimentação mais o excesso de bebida, levam ao aumento dos problemas cardiovasculares. Conseguir desfrutar do prazer das próximas semanas com inteligência para se proteger é fundamental”, explica o Coordenador Médico da Linha de Cuidados Cardiovasculares do Hospital São Lucas da PUCRS, Paulo Caramori.

Fique atento aos sinais e procure ajuda

Caso você ou seu familiar tenha dor no peito, falta de ar ou palpitações, procure assistência imediatamente em uma emergência com a estrutura adequada e profissionais capacitados para a resolução do caso.

Para atender esse público, o Hospital São Lucas da PUCRS conta com uma iniciativa inédita entre hospitais universitários de Porto Alegre: o CardioPUC. O serviço oferece a velocidade e a qualificação necessárias para o tratamento das emergências cardiovasculares aliados a estrutura completa do HSL, um dos líderes na assistência cardiovascular no Sul do Brasil.

A área conta com cardiologistas de plantão durante 24 horas. Com isso, é possível entregar uma assistência mais rápida e adequada para problemas de saúde em que a agilidade pode ser determinante. No caso do infarto, por exemplo, ao chegar rapidamente até uma instituição capacitada a chance de desobstrução da artéria pode superar 95%.

Em caso de dor no peito, realiza-se um eletrocardiograma que será avaliado em poucos minutos. Se o exame apontar alguma alteração grave, o paciente será imediatamente atendido. Por fim, se necessário, as equipes de Cateterismo Cardíaco, de Cirurgia Cardíaca e da UTI Cardiovascular estão alinhadas e preparadas, oferecendo um suporte integral.

O que não fazer

  • Cuidado com a exposição a temperaturas excessivas: O calor pode baixar a pressão e, em situações extremas, aumenta a concentração do sangue e a chance do infarto.
  • Realizar atividades físicas sob calor extremo: Quando estamos na praia não sentimos que estamos suando e, consequentemente, desidratando, por se tratar de um ambiente com muito vento. Por isso, tenha cuidado ao praticar exercícios durante dias muito quentes. Isso pode ser extremamente perigoso e uma armadilha para quem não sabe ainda que tem um problema cardíaco.
  • Cuidado com a exposição emocional inadequada: a emoção é um importante componente no aumento dos números de infartos durante o período de festas. Busque controlar os impulsos e exageros dessa época.
  • Atenção no consumo de alimentos e bebidas: mesmo se tratando de uma época recheada de delícias, conheça seus limites e tente não exagerar.
  • Ignorar os sintomas, achando se tratar de emoção: o atendimento veloz é essencial para alcançar os melhores resultados. Não ignore os sinais e procure a assistência especializada rapidamente
COMPARTILHAR: