Categoria: Dicas de Saúde

04/05/2018
infecção urinária

Mulheres são as mais prejudicadas com infecções urinárias

Constantes idas ao banheiro e ardência na região pélvica estão entre os sintomas

A anatomia feminina é um dos principais fatores que colocam as mulheres como portadoras de bactérias que ocasionam a infecção do trato urinário, dentre elas a “Escherichia coli”. De acordo com o coordenador médico Serviço de Urologia do Hospital São Lucas da PUCRS, Jorge Noronha, a infecção urinária é uma patologia facilmente tratável com antibióticos, hidratação e mudanças comportamentais. “Quanto mais a pessoa urina, maior a chance de reduzir a colonização do trato urinário”, explica. A cistite é o quadro mais comum de infecção na mulher. Ela atinge somente a bexiga e, na maioria dos casos, pode ser tratada com alternativas farmacológicas, aliadas a opções complementares. Em casos incomuns, a infecção pode atingir os rins, que passam a desenvolver sintomas sistêmicos e mais severos, causando a pielonefrite. Segundo o especialista, em homens, a infecção urinária ocasiona quadros mais graves e traz um alerta para possíveis problemas no trato urinário, entre eles na próstata, que necessitam de assistência especializada. Os sintomas mais comuns são:

  • Urgência para urinar, mesmo depois de ter acabado de sair do banheiro;
  • Maior frequência e ardência urinária;
  • Sangue no término

26/04/2018
Fundo vetore desenhado por Lexamer - Freepik.com

Dia de Combate à Hipertensão: descubra como tratar a versão resistente da doença

Hospital São Lucas da PUCRS conta com ambulatório especializado na área

Em 26 de abril, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Hipertensão. Uma doença altamente prevalente no Brasil, atinge um em cada quatro adultos no país, segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão. De acordo com o órgão, ela é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal. Dessa forma, é essencial buscar o tratamento adequado, que inclui medicamentos e mudança no estilo de vida. No entanto, essas alternativas nem sempre são suficientes. O Hospital São Lucas da PUCRS conta com uma equipe especializada para atender esses casos, a Unidade de Hipertensão Resistente do Serviço de Cardiologia do HSL, liderada pelo Dr. Mário Wiehe. Hipertensão resistente Aproximadamente 5% dos pacientes que têm hipertensão são resistentes às terapias habituais e precisam de uma assistência especial. Os motivos vão desde a má adesão ao tratamento até situações tratáveis, como tumor de suprarrenal, estenose da artéria renal, chamada de hipertensão renovascular; doenças renais e endocrinológicas, como hipotireoidismo e hipertireoidismo; e situações ligadas à apneia do sono, entre outras. Conforme a causa verificada, a solução pode ser medicamentosa

25/04/2018
cabelo, cuidados com o cabelo, saúde capilar

Como você está cuidando do seu cabelo?

Para muitos a lavagem diária é a principal dedicação aos cabelos, mas saiba que o excesso pode ser prejudicial para a saúde capilar

O verão já passou, mas as marcas ainda ficam por um tempo. Na pele, no organismo e nos cabelos ficam os resquícios dos dias de férias, praia e piscina. A dermatologista do Hospital São Lucas da PUCRS Taciana Dal’Forno Dini dá dicas de como proteger os cabelos e evitar os danos deixados pela estação mais quente do ano. Um dos erros mais comuns é ficar com os cabelos molhados. Permitir que os cabelos úmidos sejam expostos ao sol pode causar ressecamento aos fios, especialmente se ainda conter resquícios de sal ou cloro. O uso de bonés e chapéus podem auxiliar na proteção dos cabelos. “O uso de leave-in com filtro solar na formulação é importante nos dias de exposição solar intensa, pois ajudam a proteger os fios da ação oxidativa dos raios solares” afirma a dermatologista. Pessoas com cabelos crespos, com mechas ou tratamentos químicos possuem uma tendência maior de ressecamento. A imersão prolongada na água pode provocar uma piora nos fios, causando a abertura das cutículas das hastes capilares, deixando-os opacos, quebradiços e sem brilho. Segundo a Dra. Taciana, produtos contendo óleos naturais, como o de coco, de argan ou de oliva ajudam na proteção dos f

11/04/2018
parkinson, doença de parkinson

HSL realiza cirurgia para tratamento da Doença de Parkinson

A Doença de Parkinson (DP) atinge em torno de 3% da população acima de 65 anos no Brasil.

A Doença de Parkinson (DP) atinge em torno de 3% da população acima de 65 anos no Brasil. Quem tem DP sofre com a perda de alguns tipos de neurônios, o que provoca a alteração de diversas funções motoras e não motoras. O tratamento é realizado com diversos remédios, que buscam aliviar os sintomas, mas também trazem alguns efeitos colaterais. Por isso, hoje, no Dia Mundial da Doença de Parkinson, o Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) traz uma nova alternativa para os portadores, a cirurgia. Ela busca o aumento da qualidade de vida do paciente através do controle dos sintomas da doença e redução dos efeitos colaterais trazidos pelas medicações. O HSL conta com uma equipe multidisciplinar especializada, composta por neurologistas e neurocirurgiões, para a realização da intervenção. O atendimento desses casos acontece no Ambulatório de Distúrbios do Movimento, no conjunto 311. O agendamento das consultas de convênios e particulares deve ser feito através do telefone (51) 3320.3200. No procedimento, utiliza-se um sistema de Estimulação Cerebral Profunda (ECP). Para isso, são implantados um gerador subcutâneo na região do tórax e dois eletrodos, que, de forma conjunta, transmitem pequenas correntes elét

09/04/2018
automedicação

Descubra os riscos da automedicação

O uso exagerado de medicamentos pode comprometer órgãos e agravar doenças

Quem tem dor quer alívio imediato. Quem nunca tomou um remédio sem prescrição médica após uma febre ou dor de cabeça? Porém, o uso abusivo de medicamentos sem diagnóstico definido pode causar danos à saúde, como reações alérgicas e complicações renais e cardiológicas, conforme explica o líder do Serviço de Clínica Médica do Hospital São Lucas da PUCRS, Giovani Gadonski. “O excesso de remédios pode ocasionar problemas em importantes órgãos do nosso corpo, principalmente estômago e rins”, afirma o especialista. Evitar o uso sem recomendação medica é a melhor maneira de garantir que maiores complicações não aconteçam. Anti-inflamatórios Os chamados anti-inflamatórios não esteroides (AINES) são utilizados em caso de dor ou febre, bem como em situações de desconfortos musculares. Em 2017, o British Medical Journal publicou estudo conduzido na Dinamarca relacionando o uso de AINES (ibuprofeno e diclofenaco) com o aumento do risco de parada cardíaca. De acordo com o artigo, dentre os 10 milhões de usuários participantes, entre os anos de 2000 e 2010, o número de internação por complicações cardíacas chegou a mais de 92mil, aumentando o risco em pacientes com histórico de cardiopatia. Segundo o Dr. Gadonski o

26/03/2018
Fachada HSL

Hospital é o primeiro do Estado especializado em Lípides

Centro auxilia no diagnóstico e tratamento para pacientes que possuem graves distúrbios do colesterol

A gordura no sangue é um dos principais fatores de risco para diversas doenças cardíacas. De acordo com estudos, somente o colesterol é responsável por, aproximadamente, 50% dos problemas cardiovasculares, superando o cigarro, a hipertensão e o diabetes entre as principais causas. Infarto, Acidente Vascular Cerebral e amputação dos membros inferiores são algumas das consequências provocadas pelo excesso do componente. Para diagnosticar, tratar e pesquisar os distúrbios nos níveis de gordura, conhecidos como dislipidemia, o Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) conta com o Centro de Lípides. Uma equipe de cardiologistas avalia cada caso e estabelece o melhor plano terapêutico para o paciente com alteração no nível de colesterol e de triglicerídeos. “A estratégia para o controle pode envolver desde modificações no estilo de vida, com aumento da atividade física associada a uma dieta mais equilibrada, até o uso de medicamentos” explica o médico cardiologista Paulo Behr, coordenador do Centro de Lípides. O centro oferece assistência ambulatorial e para os pacientes internados. Além disso, o HSL disponibiliza todos os exames necessários para auxiliar no diagnóstico preciso. Com isso, pro

23/03/2018
Pessoas fotografia desenhado por Kjpargeter - Freepik.com

Tuberculose possui cura e tratamento gratuito

No Brasil, anualmente, ela causa a morte de 4 mil pessoas e Porto Alegre é uma das cidades com maior incidência da doença no país. A tuberculose é uma importante e antiga doença infectocontagiosa, provocada pelo bacilo de koch. A descoberta dessa bactéria aconteceu no dia 24 de março de 1882 por Robert Koch, e por isso, nessa data, celebra-se o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A transmissão ocorre através do contato entre as pessoas e em 80% dos casos, a bactéria fica alojada nos pulmões. Quando o portador tosse, escarra ou espirra, elimina bacilos que entram no pulmão de quem convive com ele, criando uma lesão e infectando a pessoa. Somente 5% dos infectados desenvolvem a doença, mas ela pode se manifestar depois de muitos anos, em momentos de queda da imunidade do organismo. “Essa é uma doença que é importante do ponto de vista individual, mas também da coletividade. Pois, enquanto as pessoas não são curadas e tratadas, elas seguem transmitindo para outros indivíduos. De cada 20 pessoas infectadas, vai surgir mais um caso e assim ela se prolifera”, explica o pneumologista do Hospital São Lucas da PUCRS, Virgilio Tonietto. Sintomas Os sintomas mais comuns são tosse ou tosse com catarro por mais de duas semanas; a hemoptise, a eliminação de sangue gerada pelas lesões causadas

08/03/2018
endometriose

Vamos falar sobre Endometriose?

Capaz de interferir em tarefas básicas do dia-a-dia das mulheres, a endometriose pode causar infertilidade em 50% das portadoras da doença

Silenciosa e por vezes doloridas, a endometriose é uma doença apresentada em cerca de 85 milhões de mulheres no mundo, a maioria na idade reprodutiva. Segundo a ginecologista do Hospital São Lucas da PUCRS, Rafaella Petracco, a doença é crônica. “A abordagem cirúrgica ou medicamentosa não determina a sua cura e os sintomas, sejam de dor ou infertilidade, podem permanecer ou retroceder com o tempo”, explica. A endometriose acontece quando o tecido que recobre a parte interna do útero (o endométrio) se desloca de dentro do útero para a cavidade abdominal, implantando em outros órgãos. O endométrio se prepara mensalmente para receber um possível embrião, não ocorrendo a nidação, o endométrio descama e acontece a menstruação. Em algumas mulheres junto com a menstruação, parte desde endométrio reflui pelas trompas atingindo outros órgãos, principalmente a região pélvica, como ovários, trompas, intestino e bexiga.  

Publicado em Dicas de Saúde
06/03/2018

Conscientização é o objetivo do Dia Mundial do Rim

A doença renal crônica (DRC) afeta entre 5 e 10% da população mundial

Para conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce, a Sociedade Brasileira de Nefrologia comemora, anualmente, o Dia Mundial do Rim. Em 2018, a data será celebrada em 8 de março, mesmo dia em que se festeja o Dia Internacional da Mulher. Por esse motivo, neste ano, o tema central da campanha será “Saúde da Mulher – CUIDE DOS SEUS RINS”. O Hospital São Lucas da PUCRS apoia essa causa. Por isso, as equipes dos serviços de Nefrologia e Nutrição da instituição reuniram algumas informações essenciais para ajudar a manter o seu rim mais saudável. Neste ano, o foco da campanha é a Saúde da Mulher. A doença renal crônica afeta quase 200 milhões de mulheres no mundo e é a oitava causa de morte entre o público feminino. Existem aspectos especiais neste grupo, como maior ocorrência de infecção urinária e alterações relacionadas a gestação. Além disso, a doença renal pode afetar os desfechos maternos e fetais, assim como é um fator de risco importante para a ocorrência de hipertensão na gestação, sendo ela, em especial a pré-eclâmpsia, a principal causa de morte materna e fetal. Aconselhamento adequado, atenção pré-natal e cuidados com a gestante podem reduzir dramaticamente o risco de com

Publicado em Dicas de Saúde