Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Pesquisar

Categoria: Imprensa do HSL

20/06/2018

Você conhece a Etiqueta Respiratória?

Crianças e adultos com sintomas respiratórios, como tosse, coriza e congestão nasal, devem ser orientados a seguir medidas simples, mas que podem minimizar a transmissão de doenças infecciosas. Conheça a Etiqueta Respiratória: – Ao tossir ou espirrar, cubra a boca e nariz com um lenço de papel e descarte-o imediatamente no lixo. – Caso não tenha lenço ou papel, utilize o antebraço para tossir e ou espirrar. Não use as mãos para cobrir a boca, pois são importantes meios de contaminação – Higienize as mãos com frequência e sempre após tossir ou espirrar, use água e sabonete ou álcool gel.

Publicado em Imprensa do HSL
18/06/2018

Hospital São Lucas participa da Festa Junina Solidária do Colégio Champagnat

  O Hospital São Lucas da PUCRS estará presente na Festa Junina do Colégio Marista Champagnat, que acontece dia 30 de junho, das 12h às 17h. A entrada é a doação de 1litro de leite, que serão destinados para o Centro Social Marista Santa Isabel, Centro Social Marista Mario Quintana e a Escola Marista de Educação Infantil Tia Jussara, localizada na Ilha dos Marinheiros.   Durante o evento, o hospital oferecerá a comunidade serviços gratuitos de verificação de pressão arterial, cálculos de IMC e teste de glicose.   O Colégio Marista Champagnat fica localizado na Avenida Bento Gonçalves, 4314, bairro Partenon.

Publicado em Imprensa do HSL
11/06/2018

Ir. Inacio Etges é nomeado Provincial para o Triênio 2019-2021

Graduado em Teologia e Matemática pela PUCRS e com graduação e mestrado em Psicologia pela Universidade Gregoriana, em Roma, o Ir. Inacio tem uma expressiva trajetória como gestor e educador. Esteve à frente da antiga Província Marista do Rio Grande do Sul e exerce essa função na Província Marista Brasil Sul-Amazônia desde 2016. Também foi professor nos Colégios Maristas Rosário, Champagnat, São José e Graças e atuou nas Casas de Formação para Irmãos em diversos períodos. Inspirados por São Marceli
Publicado em Imprensa do HSL
06/06/2018

A importância do teste do pezinho para a saúde do bebê

Em sua versão básica, ele detecta seis doenças graves e deve ser feito até o quinto dia de vida do bebê.

  Fundamental na identificação de doenças graves, o teste deve preferencialmente ser coletado entre 48h de vida e 5 dias. O exame consiste em coletar uma pequena amostra de sangue do calcanhar do recém-nascido e pode identificar até 46 enfermidades ainda no estágio inicial. Segundo a geneticista do Hospital São Lucas da PUCRS – HSL, Maria Teresa Vieira Sanseverino o teste é importante para diagnóstico precoce, tratamento imediato e prevenção de sequelas no recém-nascido. Conhecido também como “triagem básica”, o teste do pezinho é disponível no São Lucas também pelo Sistema Único de Saúde.  

Doenças identificadas no Teste do Pezinho

De acordo com a médica, o teste do pezinho é fundamental para a identificação precoce de doenças raras e genéticas. Permitindo o início do tratamento antes do surgimento de decorrências graves na criança. As doenças apontadas pelo exame e que estão previstas na cobertura obrigatória do Programa Nacional de Triagem Neonatal no Brasil são:

  • Fenilc

Publicado em Imprensa do HSL
04/06/2018

São Marcelino Champagnat, exemplo de proximidade e ternura

Em 6 de junho celebramos o Dia de São Marcelino Champagnat, fundador do Instituto Marista e nossa inspiração diária para dar continuidade à missão de promover a vida. A data marca a trajetória do homem que há mais de 200 anos acreditou ser possível transformar realidades por meio da educação evangelizadora. É uma homenagem à sua presença, permeada por atitudes de proximidade e ternura. É a partir dessas duas características do fundador que iremos celebrar a data em 2018. Irmãos, educadores, colaboradores e estudantes são convidados a homenagear aqueles que são sinais de afeto e proximidade, como Champagnat. A ação ocorre em todos os empreendimentos da Rede Marista (PUCRS, Colégios e Unidades Sociais, Hospital São Lucas e Instituto do Cérebro do RS) e nas redes sociais. Para participar, basta pegar um dos cartões que ficarão espalhados pelas unidades maristas e escrever um recado para alguém que é exemplo de proximidade e ternura. Ao entregar ou receber um bilhete, é possível compartilhar fotos nas redes sociais com a hastag #DiadeChampagnat.

Publicado em Imprensa do HSL
01/06/2018

Hospital São Lucas participa da Festa Junina Rosariense

  O Hospital São Lucas da PUCRS estará presente na Festa Junina do Colégio Marista Rosário, que acontece dia 09 de junho, das 10h às 17h. Durante o evento, a instituição de saúde oferecerá a comunidade serviços gratuitos de verificação de pressão arterial, cálculos de IMC, teste de glicose, além da presença de uma equipe multidisciplinar. Esta é a primeira vez em que o HSL participa do evento. “O objetivo da presença do Hospital nos eventos dos Colégios Maristas é difundir que a Rede Marista possui um Hospital de excelência que está à serviço dos estudantes e seus familiares. Esse é um movimento de sinergia em Rede que o Hospital São Lucas da PUCRS vem buscando”, explica a Coordenadora de Comunicação e Marketing, Daiane Wolk. Na ocasião, a escola também receberá doações de quilos de alimentos não perecíveis que serão doados para as entidades já atendidas pelo Programa de Solidariedade. O Colégio Marista Rosário ficar na Rua Praça D. Sebastião, 2, bairro Bom Fim.

Publicado em Imprensa do HSL
26/05/2018

Dia Nacional de Combate ao Glaucoma alerta sobre a gravidade da doença silenciosa

De acordo com a OMS a doença é a segunda maior causa de cegueira no mundo, perdendo apenas para a Catarata

  Dia 26 de maio é marcado em todo o país pelo Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. Uma das principais causadores de cegueira, a doença afeta aproximadamente 900 mil pessoas no país. Segundo o oftalmologista do Hospital São Lucas da PUCRS, José Amadeu, o glaucoma acontece na maioria das vezes quando a pressão intraocular está aumentada “O nervo óptico pode ser danificado, afetando o campo de visão gradativamente”, explica.   A doença tem como característica a perda da visão de forma progressiva e geralmente silenciosa. De acordo com o especialista, alguns fatores podem agravar o quadro, especialmente em pessoas acima de 40 anos com registro familiar da doença. “Histórico familiar pode apresentar o risco de desenvolvimento do Glaucoma em uma escala seis vezes maior do que pessoas que não possuem parentes com a doença”, afirma Amadeu. Afrodescendentes com idade superior a 40 anos, diabéticos e pessoas com PIO elevada também estão no grupo de risco da doença. Outras motivações para o aumento da doença são a utilização de corticosteroide e má circulação ou redução da perfusão sanguínea no nervo óptico. Consultas periódicas com medição da press

Publicado em Imprensa do HSL
17/04/2018

Brasil é 4º país em casos de Hemofilia

Doença predominantemente masculina afeta mais de 12 mil brasileiros

  Identificada como uma doença hereditária, ligada ao cromossomo X, a Hemofilia é desenvolvida em homens, na maioria dos casos. A doença consiste na deficiência dos fatores de coagulantes e, quando não tratada pode levar a morte por hemorragia. Segundo a hematologista do Hospital São Lucas da PUCRS, Clarissa Barros Ferreira, pessoas diagnosticadas com esta doença possuem três classificações: leve, moderada e grave. “Cerca de 70% dos pacientes com Hemofilia A são graves e 50% dos pacientes com Hemofilia B, que são pacientes que não possuem fatores de coagulação. Há também os pacientes de classificação moderada, que possuem de 1% a 5% do fator; e os pacientes leves, com 5% a 50%”, explica. Os primeiros registros da doença aconteceram no século XVIII, na Inglaterra, com a Rainha Vitória, que, segundos historiadores, levou a hemofilia para a Família Real Britânica. “Por se tratar de uma doença masculina, as mulheres não desenvolvem as deficiências na coagulação, na maioria dos casos. Elas são portadoras e transmitem para os filhos homens”, explica a Dra. Clarissa. Desde 2013, pesquisadores ingleses buscam a cura da hemofilia. Enquanto as pesquisas não chegam a resultados definitivos, os portadores da doença podem recorrer a trat

Publicado em Imprensa do HSL
16/04/2018

Você cuida da sua voz corretamente?

 Pequenas atitudes podem fazer a diferença no cuidado com seu principal meio de comunicação   A atenção com a voz deve ser um dos principais hábitos de todo ser humano. O principal meio de comunicação nas relações precisa ser tratado da forma adequada. Sabe a rouquidão depois do show da banda favorita, ou aquela tosse incomoda depois de uma longa reunião de trabalho? Tudo isso pode ser sinal de um esforço abusivo das cordas vocais. O coordenador do Serviço de Otorrinolaringologista do Hospital São Lucas da PUCRS, Nedio Steffen, explica que os cuidados com a saúde vocal devem ser feitos diariamente, com aquecimento das cordas vocais e até mesmo evitando alguns hábitos, como bebidas alcoólicas e o fumo. O modo como nos expressamos influencia diretamente no esforço das cordas vocais. Falar em tom médio, sem esforços e de forma bem articulada auxilia nos cuidados. Manter-se hidratado ao longo do dia também é fundamental em casos de rouquidão. Devido ao uso excessivo da voz, os professores estão entre os mais afetados pela rouquidão. Para quem usa sua voz com tanta frequência, o aquecimento vocal é importante, com uma rotina de exercícios e movimentos para “soltar” os músculos responsáveis pela sua reprodução. No entanto, mesmo eles dev

Publicado em Imprensa do HSL
13/04/2018
Designed by Freepik

Conheça dicas para aproveitar o melhor do mundo dos chás

Durante períodos frios, um chá quentinho traz uma sensação de aconchego. Quando exageramos no almoço de domingo ou não estamos nos sentindo muito bem, é comum recorremos a essa popular bebida, que traz benefícios a saúde e faz parte da cultura de muitos países. O chá é uma combinação de água e partes de plantas, como folhas, flores, cascas, raízes entre outras, que pode ser ingerida quente ou fria. Uma das formas mais tradicionais de preparação é a infusão em água quente, onde verte-se a água fervente sobre erva fresca ou seca, deixando essa mistura em repouso por alguns minutos antes do consumo. Conheça alguns cuidados importantes sobre os chás

  • Procure manter as ervas em sua embalagem original. Após a abertura, anote e controle a data, pois muitas delas presentam prazo de validade para serem consumidas;
  • Após preparado, procure consumir o chá em até 24 horas. Depois desse tempo, ele começa a perder suas propriedades, mesmo que esteja refrigerado;
  • Preparações que contenham ervas aromáticas devem permanecer tampadas até que possam ser bebidas;
  • Recipientes de vidro, cerâmica, ágata e porcelana são mais adequados para o preparo e consumo de chás;
  • Uma proporção de 2 colheres de sopa rasas da erva seca para 1 litro de água é suficiente para fazer um c

Publicado em Imprensa do HSL