Emergência SUS será referenciada pela SMS para Atendimentos de Média e Alta Complexidade

26/03/2020

O HSL está se estruturando para priorizar o atendimento de doenças graves na rede de saúde do município, a partir de 26 de março.

Enquanto o coronavírus tem mobilizado grande parte dos profissionais de saúde, as demais doenças que atingem a população seguem precisando de atendimento especializado. Por esse motivo, a partir do dia 26 de março, o Hospital São Lucas da PUCRS passa a ser referenciado pela rede de saúde do município para atendimentos de média e alta complexidade. Com essa definição, os pacientes SUS que necessitem de atendimento neurológico, cardiológico, oncológico, entre outras especialidades, serão direcionados pela Secretaria Municipal de Saúde ao Hospital São Lucas da PUCRS.

“Enquanto a rede de saúde se organiza para dar conta dos casos do novo coronavírus, a saúde dos demais pacientes não pode deixar de receber atenção especializada. É por isso que o HSL ficará dedicado a cuidar da população que sofre com doenças crônicas e de alto risco, como por exemplo doenças cardíacas, neurológicas, oncológicas e de outras especialidades com um nível de média e alta gravidade, que exigem profissionais e estrutura adequados”, ressalta o Diretor Técnico do Hospital, Dr. Saulo Bornhorst.

 Vocação para média e alta complexidade

As doenças crônicas estão entre as principais causas de óbitos no Brasil e no mundo. Consideradas “doenças silenciosas”, a hipertensão, diabetes, câncer, obesidade, doenças cardíacas, entre outras, atingem grande parte da população, sobretudo adulta e idosa, e requerem acompanhamento especializado. O HSL possui tradição nessas áreas, e destaca-se por possuir, no seu corpo médico, especialistas e pesquisadores reconhecidos internacionalmente.

Com o rápido processo de envelhecimento da população, ainda mais acelerado no Sul do país, a adaptação do sistema de saúde para essas necessidades tem se tornado cada vez mais urgente. Atendendo a essa realidade, o Hospital iniciou seu movimento de reposicionamento que busca atualizar a oferta de serviços privilegiando essas áreas, como resposta ao novo perfil demográfico, socioeconômico e epidemiológico da população.

COMPARTILHAR: