Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Pesquisar

Notícias

Filtro de Notícias
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
21/09/2018
Designed by kjpargeter / Freepik

No Brasil, cerca de 8.500 pacientes, sendo cerca de 650 gaúchos, convivem com a Leucemia Mielóide Crônica, segundo o DATASUS. Em 22 de setembro, é celebrado o Dia Mundial da Leucemia Mielódia Crônica. A data é uma homenagem a dois cromossomos (9 e 22) que ajudaram a revolucionar a assistência dessa doença. No Hospital São Lucas da PUCRS, sob coordenação da professora da Disciplina de Hematologia da Escola de Medicina, Mariza D’Agord Schaan, atualmente, são atendidos em torno de 80 pacientes com a doença na Instituição, na sua grande maioria em fase crônica. O tratamento medicamentoso é fornecido integralmente pelo SUS. Confira as informações trazidas pela especialista sobre o tema: A doença As leucemias são um tipo de câncer originário da medula óssea, local onde o sangue é produzido. O termo leucemia vem do grego e significa “sangue branco”, devido ao grande número de glóbulos brancos no sangue dos pacientes com a doença, o que dá a aparência leitosa ao mesmo. Existem diversos tipos de leucemia, cada uma com comportamentos característicos. Em uma primeira divisão, existem leucemias agudas, onde a doença mostra-se muito agressiva, podendo evoluir em poucas semanas, e as leucemias crônicas, onde o paciente pode permanec

21/09/2018
Designed by Freepik

Ainda sem cura, a doença pode ter seus efeitos amenizados quando diagnosticada precocemente. A expectativa de vida aumentou. Pelo menos é o que apontam os dados do Global AgeWatch de 2015, que diz que há mais de 900 milhões de indivíduos no mundo com mais de 60 anos e prevê que, até 2030, a população nessa idade deverá ser de 1 bilhão e 400 mil pessoas. Isso ocasiona um crescimento na incidência e prevalência das doenças ligadas ao envelhecimento. Diante das estatísticas, o neurologista do Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) e pesquisador do InsCer Lucas Schilling analisa as condições neurológicas da população idosa. “Observa-se um importante aumento nas condições biológicas chamadas de neurodegenerativas, situação em que ocorre a perda progressiva de neurônios no sistema nervoso” explica. Entre essas condições, é possível identificar quadros que podem causar alterações cognitivas e até mesmo demência, onde há um comprometimento da funcionalidade e autonomia dos idosos. O Alzheimer A doença de Alzheimer é a principal condição neurodegenerativa que incide sobre os idosos, apresentando um grande impacto tanto para o indivíduo que padece desta enfermidade, quanto para a fam

21/09/2018

O Hospital São Lucas da PUCRS está selecionando voluntários para participar de estudo que testa a eficácia da vacina contra a dengue desenvolvida pelo Instituto Butantan, de São Paulo. Os interessados precisam ser saudáveis, ter de 18 a 59 anos, e serem moradores de Porto Alegre. Para se candidatar, é necessário realizar agendamento pelo telefone (51) 3320.3178.

Publicado em Pesquisa | Tags: ,
18/09/2018

Doença é uma das principais causas de morte no país

  O Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) esteve presente no III Simpósio Gaúcho de Sepse, realizado no dia 13 de setembro, em Porto Alegre. Na ocasião, a enfermeira responsável pelo Protocolo de Sepse no HSL, Ana Paula Amestoy de Oliveira, falou sobre os sistemas informatizados e gatilhos para manejo da sepse. O Simpósio também contou com a presença do chefe do Serviço de Controle de Infecção, Fabiano Ramos, e do Superintendente do HSL, Sérgio Baldisserotto, que falou sobre a utilização de vasopressores. Segundo Ana Paula, a participação neste evento é uma importante oportunidade de dividir com toda a comunidade acadêmica os trabalhos desenvolvidos dentro do Hospital. “O nosso Hospital opera através de estratégias de sucesso que podem ser úteis em outras realidades, fortalecendo a política de segurança do paciente e trazendo benefícios no combate a sepse, problema de saúde pública que tanto preocupa nos dias atuais” comenta.   O que é Sepse? A Sepse é uma síndrome complexa, con

17/09/2018

Brinquedos para crianças de 3 a 12 anos são os ingressos para o evento, que é aberto ao público

  No dia 6 de outubro, sábado, o Serviço de Pediatria do Hospital São Lucas da PUCRS, junto com a Associação Brasileira de Neurologia e Psiquiatria Infantil (ABENEPI) promovem a 2ª edição do evento Promoção do Neurodesenvolvimento Saudável na Primeira Infância. A atividade contará com a participação do Dr. Ricardo Krause e abordará temas como psicofarmacoterapia e psicoestimulantes na Infância e Adolescência.   O encontro acontece a partir das 9h no Anfiteatro Ir. José Otão (Av. Ipiranga, 6690 – 2º Andar). As inscrições ocorrem pelo site www.abenepirs.com.br. Brinquedos para crianças de 3 a 12 anos são os ingressos para a atividade, que é aberta ao público.   PROGRAMAÇÃO: 9h às 11h: Psicofarmacoterapia na Infância e Adolescência – Dr. Ricardo Krause (Psiquiatra da Infância e Adolescência pela ABP e Presidente da ABENEPI RJ. Membro da Academia Americana de Psiquiatria da Infância e Adolescência). 11h15min às 13h: Psicoestimulantes na Infância e Adolescência – Dra. ,

17/09/2018

Infarto e o derrame são as principais causas de morte no Rio Grande do Sul Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. Estima-se que, anualmente, cerca de 17 milhões de pessoas morreram vítimas de problemas cardiológicos. Por isso, para conscientizar e disseminar informações sobre o tema, foi criado o Setembro Vermelho. O mês é fechado com a comemoração do Dia Mundial do Coração, celebrado em 29 de setembro. O reconhecimento precoce é muito importante para garantir o melhor prognóstico. Dessa forma, preste atenção no surgimento dos primeiros indícios. Para manifestações cardíacas, os principais indicativos são dor no peito, falta de ar e/ou palpitações. Normalmente, eles são desencadeados por esforço físico, mas, em casos mais avançados, ocorrem também em repouso. Esse é um sinal de urgência, que aponta a necessidade de procurar rapidamente uma emergência cardiológica. Além disso, as obstruções podem ocorrer também nos vasos que vão para o cérebro. Nessas situações, os sinais envolvem perda de força ou paralisia, perda de sensibilidade, dificuldades visuais, de compreensão ou de comunicação de início súbito. Com a identificação antecipada, o tratamento deve ser feito junto com especialistas na área, utilizando medicamentos e mudanças nos hábitos de vida. Para os pacientes com manifestações ag

14/09/2018

Após ser Acreditado com Excelência – Nível 3 pela Organização Nacional da Acreditação (ONA) em 2017, agora, o Hospital São Lucas da PUCRS passou com sucesso pelo processo de recertificação. A iniciativa demonstra o comprometimento de todas as áreas da HSL com a qualidade e a manutenção da excelência no atendimento, garantindo a melhor assistência para o paciente. A visita de avaliação ocorreu entre os dias 11 e 12 de setembro. “Atingir metas é relativamente fácil, mas o mais difícil é manter isso ao longo do tempo. A manutenção da qualidade é totalmente dependente da compreensão da importância do trabalho de cada um dentro da organização. Essa conquista demonstra que essa já é a filosofia Hospital São Lucas, qualidade baseada na excelência e no comprometimento das pessoas que fazem essa instituição ser o que ela é”, ressalta o Superintendente do HSL, Sérgio Baldisserotto. A Acreditação é um processo voluntário de avaliação de instituições da área da saúde, buscando garantir a aplicação dos melhores e mais adequados processos. Desde a estrutura da gestão até as práticas voltadas para o atendimento e a segurança do paciente são observados. A adequação e padronização desses procedimentos refletem de maneira direta no nível da assistência oferecida aos pacientes, compromisso diário do Hospital. A Organização Nacional da Acreditação (ONA) Fundada em 1999, a Organiza

05/09/2018

Mês de setembro é marcado pela prevenção

Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, a cada 40 segundos, uma pessoa tira a própria vida. Os números no Brasil são preocupantes. O país é o oitavo em número absoluto de suicídios. Por isso, para falar sobre esse tema tão importante, desde 2015, o dia 10 de setembro é marcado como o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Ao contrário do que muitos acreditam, falar sobre suicídio não deve ser um assunto proibido. Essa é uma situação recorrente entre todos os povos ao longo da história e, por isso, é importante prestar atenção nos primeiros sintomas, que podem surgir em conversas com familiares, amigos ou especialistas da saúde. Pessoas que chegam a este pensamento passam por uma série de fatores acumulados. Fique atento e ajude a identificar os principais fatores de risco.

  •  Tentativa prévia de suicídio: pessoas que já atentaram contra a própria vida em algum momento possuem até seis vezes mais chances de tentar o suicídio novamente.
  • Desesperança, desespero, desamparo e impulsividade: estes sentimentos podem continuar aflorados após o alívio dos sintomas da depressão.
  • Idade: o suicídio é a terceira principal causa de morte entre jovens e adolescentes no Brasil. Idosos também alimentam as estatísticas em razão da solidão, perda de parentes e do

05/09/2018

Nos dias 25 e 26 de setembro, será realizada a 6ª Jornada do Serviço de Controle de Infecção e Infectologia do Hospital São Lucas da PUCRS (HSL). O encontro discutirá temas como acreditação hospitalar, imunizações, gerenciamento de riscos, mecanismos de resistência a Polimixina B, análise econômica em saúde, antimicrobial stewardship e iniciativas e tecnologias voltadas para a prevenção de infecções. A iniciativa ocorrerá no auditório do Parque Esportivo da PUCRS (Av. Ipiranga, 6690 – Prédio 81).

04/09/2018

Inaugurada em 27 de julho de 1978, Unidade foi uma das primeiras unidades desse tipo organizadas no Brasil. Toda família deseja ver seus filhos sempre com saúde, podendo correr e brincar livremente. No entanto, se algo de inesperado acontece, é essencial contar com o apoio e a segurança de quem tem muita experiência no cuidado das crianças. Há 40 anos, a UTI Pediátrica do Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) oferece aos pais do Rio Grande do Sul esse atendimento de excelência. Inaugurada em 27 de julho de 1978, foi uma das primeiras unidades desse tipo organizadas no Brasil e, atualmente, é a mais antiga UTI Pediátrica do país em funcionamento. Coordenado pelo professor Pedro Celiny Ramos Garcia desde sua criação, inicialmente, o setor dividia com a UTI Neonatal um espaço formado por duas salas. No entanto, rapidamente, a grande demanda proporcionou o crescimento e a transferência para o local ocupado atualmente, no 5º Andar do HSL. A utilização dos melhores equipamentos esteve sempre entre as prioridades para a equipe. Desde o começo da Unidade, todos os pacientes já contavam com monitorização e acesso a ventilação mecânica, além do acompanhamento constante do grupo de médicos e enfermeiros especializados. Atualmente, dispõe de 12 leitos aparelhados para a assistência de crianças de mais de 30 dias e até 18 anos, quatro médicos assistentes, dez plantonistas e quatro res

Publicado em Institucional | Tags: