Pesquisar

Notícias

Filtro de Notícias
COMPARTILHAR:
24/05/2019

O final da fase reprodutiva feminina tem nome: climatério – que significa que a mulher consumiu quase todo seu estoque de óvulos que começaram a ser liberados na puberdade. As principais características do climatério, são os calorões, alterações físicas e emocionais que ocorrem por conta do desequilíbrio na produção dos hormônios femininos, irregularidade nos ciclos e a alteração do fluxo menstrual. Este período de transição pode representar uma fase conturbada da vida da mulher que inicia por volta dos 40 anos. Já menopausa é o nome dado a última menstruação, que geralmente ocorre por volta dos 50 anos. Como neste período de transição do climatério é comum que os ciclos sejam longos e que as menstruações fiquem mais espaçadas, o “diagnóstico” da menopausa só é feito após a mulher passar pelo menos 12 meses sem menstruar. A ginecologista do Hospital São Lucas da PUCRS Adriana Arent, explica que a menopausa também pode ser tardia, depois dos 55 anos. Sendo assim, devemos ficar atentas às suas consequências. “É muito importante a realização de exercícios físicos, ingestão de cálcio, de preferência que seja alimentar e não através de suplementação, e a exposição ao sol para manter um bom nível de vitamina D”, garante a médica. Além das manifestações já citadas, é preciso salientar que a osteoporose também faz parte dos cuidados neste momento, pois os hormônios atuam na formação do

COMPARTILHAR:
Publicado em Imprensa do HSL
23/05/2019

Com uma taxa de prevalência de 15 a 20 casos para cada 100 mil habitantes na região Sudeste brasileira, a esclerose múltipla (EM) causa preocupação por acometer jovens e ser uma causa importante de incapacidade. Por isso, para sensibilizar sobre o tema e o impacto na doença na qualidade de vida dos portadores, em 30 de maio é celebrado o Dia Mundial da Esclerose Múltipla. Para marcar a data, nesse dia, a partir das 17h30, o Instituto do Cérebro organiza uma atividade especial e gratuita sobre o tema. O neurologista Douglas Sato, a neuropsicóloga Luciana Azambuja, o Fisioterapeuta Régis Mestriner e Patrícia Weber, portadora da doença, vão falar sobre os diferentes ângulos desta enfermidade. A ação ocorre no Anfiteatro Ir. José Otão (Av. Ipiranga, 6690 – 2º Andar). As inscrições ocorrem através do e-mail inscer@pucrs.br. Saiba mais sobre o tema A EM é uma doença neurológica em que o sistema imune da própria pessoa ataca a bainha de mielina, um envoltório de proteínas que protege os prolongamentos nervosos localizados no cérebro e na medula espinhal. Ela se manifesta através de surtos, que podem causar alteração de visão; falta de coordenação motora; vertigem; alterações motora, sensitiva e na fala; urgência ou incontinência vesical e/ou fecal, entre outros. A maior parte dos pacientes, cerca de 85%, passa por períodos de surto

COMPARTILHAR:
22/05/2019

O dia a dia dos profissionais de uma emergência de um hospital público brasileiro é o tema central da série Sob Pressão, exibida pela Rede Globo. A obra é escrita pelo gaúcho Jorge Furtado, conhecido nacionalmente por seu trabalho como roteirista e diretor de obras como Ilha das Flores, O Homem Que Copiava, Meu Tio Matou Um Cara e Doce de Mãe. Para falar sobre a produção do seriado médico, os desafios e as histórias por traz do processo, o autor visitou o Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) no dia 21 de maio. Promovida pela Escola de Medicina da PUCRS, a conversa ocorreu no Anfiteatro Ir. José Otão e foi aberta para convidados. A atividade foi mediada pela psiquiatra da instituição e professora da Universidade Nina Rosa Furtado, irmã do convidado. “A vida dos médicos é muito dura e impressionante, então, sempre pensei na possibilidade de fazer uma série médica. É interessante que o Brasil não tenha muita, enquanto, nos Estados Unidos, é quase um gênero. O projeto nasceu de uma ideia do Andrucha, que fez um longa-metragem com esses dois personagens, o Dr. Evandro e a Dra. Carolina, que eu transformei bastante para depois poder criar uma série”, explica. Durante a conversa, Furtado contou que estudou medicina durante três anos e, por isso, utilizou muito do que viu e aprendeu durante o período na faculdade na elaboração da produção. Para compor a série, ele visitou alguns hospitais

COMPARTILHAR:
21/05/2019

Entenda mais sobre o problema que está cada vez mais frequente na população

 Lidar com a ansiedade está cada vez mais comum nos indivíduos, o que tem causado um prejuízo na qualidade de vida levando as pessoas a desenvolverem outros problemas relacionados a isso. A síndrome do pânico é uma dessas possíveis consequências. Um tipo de transtorno de ansiedade, que causa crises inesperadas de desespero. Essas pessoas desencadeiam um medo agudo recorrente mesmo que não haja motivo aparente, além de apresentarem uma preocupação persistente com a possibilidade de novos ataques, o que acaba dificultando a rotina. A ansiedade é um processo natural e fisiológico, que já vem de nossos antepassados, ou seja, é algo que nos acompanha desde o início da vida. Segundo o psiquiatra do Hospital São Lucas da PUCRS, Gustavo Azpiroz podemos pensar que a ansiedade, muitas vezes não deve ser levada como algo muito ruim. “A ansiedade de certo modo pode ter um papel protetor e vem desde nossos antepassados, que, por medo, usavam este mecanismo de defesa por fobia de algo causar dano à vida. Então, fomos herdando essa característica. Por mais que nosso cérebro tenha evoluído com o passar dos anos, o mais íntimo permaneceu e os medos foram se adaptando”, conclui.   Transtornos de ansiedade existentes  

  • Transtorno de a

COMPARTILHAR:
20/05/2019

Entre os dias 20 de maio e 28 de junho, será realizada a Campanha do Agasalho na PUCRS. Com o tema “Aquecendo Corações”, a iniciativa arrecadará roupas, calçados, cobertores e agasalhos em bom estado de conservação em pontos de coleta espalhados pelo Campus. No Hospital São Lucas, a caixa para arrecadação está localizada no Hall da entrada principal (2º andar). Confira a lista completa de espaços para entrega das doações e participe:

  • Hospital São Lucas da PUCRS – Hall de Entrada do 2º Andar
  • Prédio 1
  • Living 360º (1º Andar)
  • Prédio 40
  • TECNOPUC
  • Parque Esportivo
  • InsCer
COMPARTILHAR:
Publicado em Institucional
20/05/2019

Nos dias 28 e 29 de junho, o Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital São Lucas da PUCRS promoverá o 2º Curso Avançado de Rinoplastia. Realizado no Anfiteatro Ir. José Otão (Av. Ipiranga, 6690 – 2º Andar – Porto Alegre), o evento discutirá as técnicas mais modernas para a realização de cirurgias do nariz. A iniciativa contará com a transmissão de cirurgias ao vivo, além de mesas redondas e conferências sobre o manejo das rinoplastias primárias, secundárias e narizes desviados, assim como o uso de preenchedores para a correção estética do nariz. Entre os convidados estarão nomes como o Dr. Luiz Carlos Ishida, maior autoridade em cirurgia preservadora no Brasil, o Dr. Alan Landecker e o Dr. José Carlos Ronche, influentes e reconhecidos defensores da rinoplastia estruturada, entre outros profissionais com vasta experiência na especialidade. Mais informações e inscrições no site do evento.

COMPARTILHAR:
17/05/2019

​​​O dia 18 de maio é marcado pela lei 9.970 como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data faz memória ao assassinato de Araceli Crespo que com apenas oito anos de idade foi violentada e assassinada em 1973. Como maristas, defendemos a promoção e o direto à vida em todas as suas fases. Infelizmente sabemos que os casos de violência contra as crianças e jovens seguem com dados alarmantes. Segundo o relatório do Disque 100, anualmente são registradas mais de 80 mil denúncias de violações contra crianças de adolescentes, sendo que elas representam 70% das vítimas de abuso sexual no país.

Compromisso com a proteção da vida

Na busca pela na garantia dos diretos para crianças e jovens, desde 2012 a Rede Marista conta com o trabalho da Assessoria de Proteção à Criança e ao Adolescente. Esse é o órgão responsável pela execução das políticas de proteção da instituição e tem como objetivo promover os direitos da criança, por meio de ações de formação e conscientização, como: debates, palestras e visitas aos órgãos públicos vinculados aos órgãos legais de proteção. Para poten

COMPARTILHAR:
Publicado em Rede Marista
15/05/2019
Fundo foto criado por freepik - br.freepik.com

Método traz mais segurança e precisão ao processo realizado em pacientes do SUS e particulares Em abril, o Ambulatório de Neurotoxina do Hospital São Lucas da PUCRS passou a realizar a aplicação da toxina butolínica guiada por ultrassom. Antes, o método empregado era o de Anatomia Palpatória, em que utilizam-se referências anatômicas para fazer essa aplicação. Feito em parceria entre os neurologistas e o Serviço de Radiologia do HSL, a nova iniciativa traz mais segurança e precisão para a administração da substância. “Essa técnica é muito importante para localizar músculos específicos de algumas regiões. Um exemplo é a área do pescoço, onde temos um risco muito grande de causar dificuldade para engolir se não houver exatidão na aplicação. Com o ultrassom, nós temos essa segurança. Além disso, uma das grandes vantagens é conseguir também usar doses menores da toxina, já que temos maior precisão”, explica a neurologista Sheila Trentin. Apesar de ser reconhecida pelo seu uso estético, a toxina botulínica auxilia em diversos outros casos. A substância não permite que o músculo se contraia, causando o relaxamento muscular. Por isso, ela é útil em situações como tremores; distonias, distúrbios que levam a movimentos ou posturas de torção anormais; e espasticidade causada por alguma lesão cerebral, como AVC ou outros traumas cranianos. Além disso, também pode ser utilizada em

COMPARTILHAR:
13/05/2019

Voltado às mães, o mês de maio é também dedicado a Maria, a portadora da grande Luz. Recordando a vocação materna, o Hospital São Lucas da PUCRS celebrou com diversos eventos a nossa gratidão a todas as mães e mulheres que nos remetem ao cuidado e ao carinho com a vida. No dia 9, as mães da Pediatria desfrutaram de uma tarde de muita descontração e relaxamento no dia com o Spa da Mamãe, promovido pelo Serviço de Recreação. A ação contou com massagem terapêutica, realizada pela equipe do SENAC, hidratação de mãos, com representantes da Mary Kay e a música do grupo Ostenta Samba. A celebração foi concluída com a entrega dos presentes confeccionados pelas crianças internadas na instituição. “O objetivo é homenagear e enaltecer a importância das mães, além de trazer carinho e atenção para elas”, ressalta a pedagoga do HSL, Juliana Pierdona. Já no dia 10, maquiadoras levaram mais beleza e solidariedade para as pacientes da Quimioterapia. Na mesma data, o Lions Clube Floresta, em parceria com o Serviço de Pastoral e Solidariedade (SPS), realizou a doação de 38 bolsas femininas que foram entregues para as mães da pediatria e da UTI Pediátrica, além de 15 enxovais para o projeto Amigos dos Bebês Apressados (ABA) e tampinhas de garrafa PET. Por fim, as nossas colaboradoras foram agraciadas com um cardápio especial no refeitório, com direito a decoração, música ao vivo e sobremesa.

COMPARTILHAR:
Publicado em Institucional
10/05/2019

Nos dias 17 e 18 de maio, o Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) recebe a 24ª edição da Jornada dos Temas de Psiquiatria. Temas Contemporâneos em Neurociência e Psiquiatria será a temática central do evento. Promovida pelo Centro de Estudos de Psiquiatria Integrada (CENESPI), com apoio do Serviço de Psiquiatria do HSL e da Escola de Medicina da PUCRS, a atividade será realizada no Anfiteatro Irmão José Otão (Avenida Ipiranga, 6.690, 2º andar, Porto Alegre). Mais informações no e-mail jornadadepsiquiatria@cenespi.com.br ou pelo telefone (51) 3339 5798. Inscrições no site www.cenespi.com.br.   Programação   17 de maio | sexta-feira Das 18h às 19h10 – Miniconferências A importância das Ligas Acadêmicas de Medicina no contexto da formação médica

  • Liga Acadêmica de Saúde e Espiritualidade-PUCRS
  • Liga do Cérebro – PUCRS
  • Liga da Psicanálise – PUCRS
  • Liga da Psiquiatria – PUCRS

Coordenação: Dra. Nina Rosa Furtado – PUCRS   Das 19h as 19h35 – Sessão de Abertura   Das 19h40 às 20h50 – Mesa-redonda 1: Espiritualidade e Neurociência

  • Espiritualidade e saúde mental Anahy

COMPARTILHAR:
Publicado em Evento | Tags: