Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Pesquisar

O reumatismo abrange mais de 100 tipos doenças

30/10/2018

Dia 30 de outubro é o dia nacional de luta contra o reumatismo

Por Mauro Keisermann, médico chefe do Serviço de Reumatologia do HSL.

 

Muitos pensam em reumatismo quando sentem dores ao longo dos músculos e tendões. Outros, referem-se às doenças articulares. Todos estão certos, mas falta muito mais. Nos modernos livros de reumatologia não há a preocupação em conceituar-se reumatismo. Realmente, a diversidade de doenças reumáticas existentes impede uma definição que abranja adequadamente todas elas, pois os mecanismos causadores das doenças e os órgãos atingidos variam bastante.

Para que o leitor fique familiarizado com o tema, propomos um breve passeio pela história da reumatologia:

Iniciemos com Hipócrates, um médico grego que viveu no século VI a.C. e é considerado o pai da medicina. Hipócrates descreveu doenças com tal precisão que podemos presumir, hoje, quais sejam. Ele pensava que a artrite era causada por fluídos que vinham da bile e do cérebro. Em grego, fluir, correr é rheuma e esta palavra foi utilizada para reunir as doenças que cursam com artrite.

Hipócrates descreveu a podagra (podos é pé e agra é ataque); logo, estava vendo pacientes com ataque agudo de inflamação no pé. Provavelmente, tratava-se de gota. Esta doença ocorre, principalmente, em homens adultos que têm o ácido úrico no sangue acima do valor normal (as mulheres só terão ácido úrico alto após a menopausa; antes é raríssimo). Artrite gotosa pode ocorrer em outras articulações, mas a mais frequente forma de início é na articulação do dedão do pé com o primeiro metatarsiano e a expressão podagra é utilizada para este evento.

Também descreveu a gonagra (gonos = joelho, em grego). Artrite aguda do joelho pode ser gota, mas muitas diferentes infecções, doenças inflamatórias de causa desconhecida como artrite reumatoide, uma doença da pele, psoríase, outro cristal (de cálcio) podem iniciar deste modo e também devem ser lembradas. Hipócrates citou a febre reumática. Esta doença é secundária a uma infecção por um tipo especial de estreptococo na garganta. O grave problema da febre reumática é o comprometimento simultâneo do coração, levando a lesões valvulares irreversíveis. A artrite das puérperas suscita pensar-se em artrite purulenta pelo gonococo e, também, em lúpus.

Outra descrição interessante é o reumatismo das histéricas. Tratam-se de mulheres queixando-se de dor generalizada e que têm importante componente psiquiátrico associado, atualmente, ela é conhecida como fibromialgia. Sono não-reparador, dor difusa pelo corpo e fadiga são as características principais da fibromialgia. Certamente não é uma doença psicogênica, mas as pacientes com fibromialgia têm um componente psiquiátrico associado que se presume ser consequente ao mesmo defeito que gera os sintomas orgânicos.

 

O que aprendemos até aqui?

Doenças diferentes provocam artrite. Toda vez que houver artrite não-traumática há um reumatismo. As articulações são o local preferencial dos reumatismos, mas estes podem comprometer outros órgãos. Também há reumatismos que não atingem as articulações. Ainda há informações que devem ser apresentadas as quais permitirão ao leitor entendimento maior do tema.

A doença articular mais frequente é a artrose (ou osteoartrite). O tecido primariamente comprometido é a cartilagem articular. A coluna vertebral é uma “pilha de articulações” que também são atingidas em alguns reumatismos. Dor na coluna pode ser reumatismo.

Artrite reumatoide, lupus, dermatopolimiosite (inflamação da pele e músculos), esclerodermia/esclerose sistêmica, vasculites têm mecanismo autoimune. Estas doenças são reumáticas na medida em que cursam com artrite ou têm mecanismos semelhantes na sua origem. Várias doenças reumáticas podem iniciar na infância ou adolescência.

COMPARTILHAR: