Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Pesquisar

Tag: Serviço de Pneumologia

29/08/2018
Designed by Waewkidja / Freepik

Dia Nacional de Combate ao Fumo destaca a relação do tabagismo e das doenças cardiovasculares

Celebrada em 29 de agosto, data busca conscientizar sobre os perigos do consumo do tabaco

O fumante inala, além da nicotina, mais de 7.000 substâncias tóxicas, como monóxido de carbono, amônia, cetonas, formaldeído, acetaldeído, acroleína, e dezenas de substâncias cancerígenas, como arsênio, níquel, benzopireno, cádmio, chumbo, resíduos de agrotóxicos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), anualmente, esse consumo causa sete milhões mortes. O cigarro não é somente responsável por 90% dos óbitos por câncer de pulmão e 85% dos por bronquite e enfisema, mas também a razão de 25% das mortes por doença coronariana e por doenças vasculares. Fumar é um dos principais fatores de doenças cardiovasculares e causa uma em cada três mortes por tais enfermidades. O ato aumenta os triglicerídeos (um tipo de gordura no sangue), diminui a quantidade do colesterol “bom” (HDL), torna o sangue mais viscoso e mais propenso a coagular, o que pode bloquear o fluxo sanguíneo para o coração e o cérebro, danifica as células que revestem os vasos sanguíneos, aumenta o acúmulo de placa (gordura, colesterol, cálcio e outras substâncias) nos vasos sanguíneos e causa espessamento e estreitamento dos vasos sanguíneos Esses e outros dados mostram que o vício pode trazer grave

21/06/2018

Variações climáticas estimulam crises de asma

Com uma estimativa de 235 milhões de portadores em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a asma é a doença crônica mais comum entre as crianças. A falta de identificação rápida e de uma assistência adequada é comum e pode gerar consequências sérias para essas pessoas, que ficam sujeitas a restrições em suas atividades diárias. No dia 21 de junho, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Asma, uma data dedicada para esclarecer dúvidas e disseminar informações sobre o tema. Bastante comum no inverno, a asma é uma doença inflamatória das vias aéreas com origem multifatorial, sendo a predisposição genética a principal delas. Costuma manifestar-se em crises, que podem ser desencadeadas por fatores como mudanças bruscas de temperatura, infecções respiratórias (gripes, resfriados e sinusites) e exposição a substâncias que provocam alergia respiratória, a exemplo de ácaro, pó, poeira, mofo, fumaça, cigarro, perfumes e cheiros fortes. Os principais sintomas são chiado no peito, falta de ar, tosse e sensação de aperto no peito. Frequentes no Rio Grande do Sul, as variações climáticas são provocadoras desse processo, exigindo cuidado redobrado. “O fato de em uma semana a temperatura ser muito baixa e na seguinte chegar a quase 30ºC é muito ruim para o alérgico respiratório. É o que desencade

15/06/2018
josé miguel chatkin

Pneumologista recebe reconhecimento internacional

Profissional foi nomeado com o título de Lifetime Achiever pelo Marquis Who’s Who

O coordenador médico do Serviço de Pneumologia do Hospital São Lucas da PUCRS, José Miguel Chatkin, foi nomeado com o título de Lifetime Achiever pelo Marquis Who’s Who, por sua produção médica profissional e acadêmica. Desde 1899, após escolha e indicação oficial por parte de avaliadores, a organização internacional publica a bibliografia dos profissionais destaques em várias áreas do conhecimento. Chatkin foi reconhecido pelo trabalho e realizações alcançadas dentro da medicina. Pneumologista e educador, ele é especialista em tabagismo e doenças relacionadas ao tabaco. Formado em Medicina pela UFRGS, com mestrado e doutorado pela mesma Universidade e Pós-Doutorado pela University of Toronto. Atua no HSL e na Escola de Medicina da PUCRS desde 1976, tanto na graduação como na pós-graduação, com 69 orientações concluídas em sua área de atuação com alunos em iniciação científica, mestrado ou doutorado. Até o momento, publicou 104 artigos científicos, sendo a maioria em revistas indexadas no estrangeiro, além de 53 livros e capítulos de livros. De 1986 a 2009, foi consultor da Organização Mundial da Saúde (OMS)/ Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para implantação e a

30/05/2018
tabaco, tabagismo, dia mundial sem tabaco

Dia Mundial Sem Tabaco destaca ligação entre tabagismo e doenças cardíacas

Data determinada pela Organização Mundial da Saúde é 31 de maio

O tabagismo provoca uma série de doenças de diferentes níveis de gravidade. As consequências têm alto impacto, não só na saúde, mas também nos indicadores socioeconômicos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), anualmente, aproximadamente sete milhões de pessoas morrem devido ao uso do tabaco e cerca de 50% dos fumantes morrerão por alguma doença tabaco-relacionada. O uso de tabaco gera cerca de 1,4 trilhões de dólares em gastos com a saúde e perda de produtividade das pessoas afetadas, cifras que ultrapassam em muito o ingresso através de impostos e taxas. Por isso, é essencial a implantação e expansão de medidas de controle. Com esse objetivo, a OMS promove, em 31 de maio, o Dia Mundial Sem Tabaco. Com um trabalho de destaque na assistência ao tabagismo, o coordenador médico do Serviço de Pneumologia do Hospital São Lucas da PUCRS, José Miguel Chatkin, traz informações sobre o tema, suas consequências e dicas de como abandonar o consumo. Com o tema Tabaco e as doenças cardíacas, o evento tem o objet

14/05/2018
Designed by evening_tao / Freepik

Tire as suas dúvidas sobre gripes e resfriados

Com a chegada do frio, as gripes e resfriados voltam a ser motivo de preocupação e incômodo. Por isso, é importante entender as principais diferenças entre elas. Saiba mais sobre as doenças e como preveni-las com as informações do pneumologista do Hospital São Lucas da PUCRS Virgilio Tonietto. O resfriado é uma infecção viral aguda das vias aéreas superiores altamente transmissível, que pode ocorrer em qualquer período do ano. Sua evolução fica restrita a um período de três a cinco dias, sem causar complicações sistêmicas. Os principais sintomas são rinite, congestão e obstrução nasal, dor de garganta e febre baixa. O rinovírus é responsável por mais da metade dos casos, que também podem ser causados pelo coronavírus, pelo VRS, pelo adenovírus, pelo enterovírus, pela parainfluenza, entre outros. Sem uma vacina disponível, o tratamento busca amenizar os sintomas utilizando antitérmicos, analgésicos, anti-histamínicos e lavagem nasal com solução fisiológica. Já a gripe conta com algumas características diferentes. Os sintomas, por exemplo, duram de 7 a 10 dias e incluem febre acima de 38° C, dor no corpo, dificuldade de respirar, calafrios, dor de cabeça, prostração, diarreia, tosse por até quatro semanas, comprometimento do estado geral. Ela é causada pelos vírus influenza A, B e C e é transmitida através d