Pesquisar

Uso excessivo dos fones de ouvido pode causar perda auditiva

06/03/2019

O ideal é não utilizar por mais de meia hora continuamente e ouvir sempre com volume baixo

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente, 50% da população entre 12 e 35 anos moradora de países de média e baixa renda escuta música em intensidade que pode ser prejudicial para a sua audição. Os fones de ouvido são importantes fatores dessa estatística. O Órgão estima que mais de 1 bilhão de jovens nessa faixa etária correm o risco de sofrer perdas auditivas por divertir-se com as canções em altura excessiva nesses equipamentos. Por isso, é importante estar atento para conseguir aproveitar as melodias e manter-se saudável.

Segundo a OMS, 360 milhões de pessoas possuem perda de audição em todo o mundo. Esses problemas podem ser congênitos, presentes desde o nascimento, ou adquirido ao longo da vida. Neuropatias, diabetes e a degeneração das células da cóclea e do nervo auditivo causadas pelo envelhecimento estão entre as possíveis causas. Normalmente, quem sofre com essa situação tem alguma predisposição genética, no entanto, a exposição demasiada ao barulho também pode contribuir e, nesse sentido, o fone de ouvido tem um papel de destaque.

A utilização abusiva e prolongada do equipamento é capaz de causar efeitos irreversíveis independente do modelo escolhido. Para garantir a sua saúde, o essencial é não abusar.  “Tanto o de inserção quanto o de concha, se usados excessivamente, são ruins. O ideal é não ficar mais do que meia hora continuamente. Realize pausas de, por exemplo, 10 minutos e ouça sempre com volume baixo”, explica a otorrinolaringologista do Hospital São Lucas da PUCRS Inesângela Canali.

Se você já percebeu alguma dificuldade de compreensão auditiva, procure um especialista. Além de recorrer aos aparelhos de amplificação sonora para reabilitação, é importante controlar doenças como diabetes, hipertensão e dislipidemia, manter hábitos de vida saudáveis, evitar a exposição a ruídos altos e o uso intenso dos fones de ouvido.

COMPARTILHAR:
Designed by ijeab / Freepik