Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Pesquisar

UTI Neonatal completa 40 anos

09/03/2018
fiori

UTI Neonatal completa 40 anos

Mais de 30 mil bebês já foram atendidos na instituição

A UTI Neonatal do Hospital São Lucas da PUCRS completa 40 anos em 2018. Uma das mais antigas do país na especialidade, a unidade já atendeu mais de 30 mil bebês e tem os melhores resultados no que se refere a mortalidade e morbidade entre hospitais universitários de excelência do Brasil. Com estrutura inicial para atender 16 recém-nascidos, atualmente, conta com 35 leitos em um espaço de 700 metros quadrados localizado no 5º Andar da instituição, sendo referência em tratamento intensivo neonatal.

Essa trajetória de excelência está diretamente ligada a história do neonatologista Renato Machado Fiori, fundador eresponsável pelo serviço da UTI Neonatal do HSL. Sempre interessado no bem-estar e no cuidado aos recém-nascidos, em 1969, Dr. Fiori decidiu buscar nos Estados Unidos, no Children´s Hospital Medical Center, da Universidade de Harvard (Boston), o conhecimento na área que ainda era muito pouco evoluída no Brasil. Além do pioneirismo do lançamento, a Instituição gaúcha foi a primeira do Estado a usar respiradores neonatais e, na década de 1990, a utilizar surfactante pulmonar, medicação que veio salvar milhares de vidas de recém-nascidos prematuros.  “Uma grande parte da comunidade portoalegrense deve lembrar-se  de algum dos seus familiares atendidos nesta UTI neonatal neste período de 40 anos”, lembra o Dr. Fiori.

A evolução do conhecimento na especialidade fez com que os tratamentos e a assistência oferecidos se desenvolvessem nas últimas décadas. Os profissionais perceberam a importância de oferecer um atendimento integral, levando em conta fatores que afetam o futuro desta criança, contribuindo para que ele atinja o máximo de suas potencialidades. Para atingir esse novo patamar técnica, o HSL se atualizou com o que existe de mais moderno na área.

Histórias de emoção

O cuidado e atenção ao paciente sempre foram uma marca na trajetória da Unidade. As paredes cobertas de fotos de crianças revelam o impacto que o atendimento diferenciado que essa equipe trouxe na história de tantas pessoas. Uma dessas famílias foi a da família Seganfredo. O filho deles, Henrique, nasceu em 2 de outubro de 1979, nos primeiros anos de funcionamento da UTI, e, devido a uma série de complicações, passou quarenta e nove dias internado no local. Como muitas mães, Leonilda sofreu com cada obstáculo passado pelo filho e, por alguns instantes, pensou até que ele não conseguiria se salvar. No entanto, com a força da família e o empenho dos profissionais, Henrique conseguiu superar todas as dificuldades e sobreviveu.

“Lembro que viajei para Porto Alegre no dia seis de novembro para visitar o menino no hospital. Quando cheguei ele havia sido levado para uma avaliação. Percorremos os corredores, ávidos, até encontrar a sala e sentamos ali na espera, que parecia não ter fim. Após uma hora se abriu a porta e apareceram os médicos o bebê nos braços. Ele estava sem nenhum aparelho, respirando livremente. Peguei ele pela primeira vez no colo e tive a certeza de que Deus havia operado um milagre. Nunca esqueço a equipe do Dr. Fiori e peço em minhas orações que Deus lhe dê muita saúde, vida longa e que a graça divina o cubra de bênçãos. Ele tem o nosso agradecimento, nossa gratidão e um lugar para sempre em nossos corações”, conta ela.

Publicado em Institucional